Seguidores

sexta-feira, 11 de março de 2016

Travessiias





Fiz uns poemas haicais
Na beira daquele cais
Um verso pra a gaivota
Outro pro albatroz
Atravessei aquela ponte
Cheguei na foz do rio
Com um pôr-do-sol multi-colorido
Nele afoguei minhas pálpebras
Meus desvaneios
Versos que eu nunca esquederei
Foram escritos no meu coração
Com as águas daquele rio

Com o azul daquela imensidão

3 comentários:

  1. Tristeza deste poeta
    Versos a beira do cais
    Não sei qual sua meta
    Mas não os verá jamais

    ResponderExcluir
  2. Saudade da tua poesia. Lindooo!!! Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. minha poeta saudades dos teus versos
      vou te encontrar

      Excluir